O inglês corporativo e sua importância nos dias de hoje

O inglês tornou-se o idioma da Internet, da engenharia, do marketing, no treinamento profissional e na pesquisa. Portanto, não é surpresa que os cursos que envolvem esse tema estão se tornando cada vez mais populares.

De fato, a demanda global por cursos de inglês para negócios aumentou nos últimos anos, com mais alunos optando por estudar inglês de negócios do que qualquer outro curso de inglês com um propósito específico. Existem muitas perguntas sobre o que realmente é esse tipo de inglês, por que é necessário e quem deve estudar essa ramificação da língua. E a EP está ansiosa para ajudar a responder a essas perguntas.

O que é o inglês corporativo?

Existem diferentes tipos de cursos de inglês que você pode fazer para melhorar suas habilidades linguísticas. O inglês para negócios é uma parte especializada do inglês que tem como alvo o idioma mais comumente usado no mundo dos negócios. O inglês para negócios difere do inglês geral, pois é voltado especificamente para a linguagem corporativa, e não para o inglês cotidiano de conversação como o usado no turismo, por exemplo. Às vezes, utilizar um termo do inglês comum pode pegar muito mal numa reunião, enquanto que um termo corporativo durante uma conversa casual entre amigos soa muito estranho.

O que o inglês nos negócios envolve?

O inglês corporativo ensina o vocabulário que você usaria nos negócios e no mundo profissional. Além de aprender a falar da empresa, você também aprende como executar tarefas relacionadas a negócios que seriam a norma nas regras gerais de trabalho. Estas incluem coisas como redação corporativa, enviar relatórios, fazer apresentações, se posicionar em reuniões, demonstrar opiniões e conduzir reuniões.

Outros aspectos do aprendizado de inglês para negócios incluem cartas e emails, candidatar-se a funções, responder a perguntas-chave no processo seletivo, entender perfis de trabalho e elaborar CVs.

Os alunos que estão procurando estudar e, eventualmente, trabalhar em assuntos como finanças, direito, política, marketing e comércio, podem achar o inglês corporativo extremamente útil. Em geral, você pode encontrar cursos especializados de inglês para negócios para o seu assunto específico, caso deseje estudar mais, depois de concluir seu curso de inglês regular.

Por que o inglês corporativo é importante?

O inglês é a linguagem universal para negócios. Na atual dinâmica do mundo globalizado, ele une pessoas e empresas de diferentes origens, países e idiomas e permite que elas se comuniquem de maneira clara e eficaz. Por isso, o inglês corporativo é tão importante para estudar se você quiser trabalhar com o restante do mundo. Ter uma boa compreensão do inglês que você pode aplicar aos negócios será um enorme atrativo para as empresas e RHs.

Se você quiser morar e trabalhar no exterior no futuro em um país que fale inglês – como o Reino Unido ou os EUA – será necessário entender os termos comerciais em inglês. Especialmente se você procura encontrar trabalho no campos mais específicos e em crescimento.

Por onde eu começo?

Estas quatro dicas devem te ajudar no pontapé inicial quando se aprende o inglês corporativo. Claro, você não deve levá-lo como um curso especializado, mas é um bom incentivo para quem não possui o tempo necessário para um curso integral.

  1. Defina metas específicas. Aprendizagem é mais bem feita através da definição de metas específicas que são desafiadoras, mas realizáveis. Não deixe a linha do tempo em aberto também; defina prazos claros para si mesmo. Um objetivo como “Quero ser capaz de fazer uma apresentação em inglês” é muito vago. Em vez disso, defina algo como: “Quero ser capaz de oferecer confortavelmente uma apresentação de dez minutos em inglês sobre metas de vendas, sem usar um PowerPoint, até o final de agosto”.
  2. Crie hábitos. Encontre maneiras de praticar inglês todos os dias ou todas as semanas. O esforço regular cria impulso e hábitos de aprendizado. Por exemplo, tente ler um artigo da CNN, Bloomberg e Wall Street Journal por dia, faça uma apresentação (nem se for na frente do espelho, para treinar a oratória) em inglês uma vez por semana ou escreva as atualizações da sua equipe semanal em inglês, mesmo que a equipe não exija isso de você.
  3. Acredite em si mesmo. Alunos que acreditam em sua própria autoeficácia são mais motivados e mais dispostos a assumir tarefas desafiadoras. Reflita se você realmente acredita que pode atingir suas metas estabelecidas. Se não, revise seus objetivos e torne-os menores ou mais fáceis de administrar até confiar que você pode alcançá-los. Gradualmente, os objetivos tornam-se mais desafiadores, e isso é ótimo.
  4. Aproveite a experiência de aprendizado. Pessoas com atitudes mais positivas em relação ao trabalho e ao aprendizado de inglês fazem mais esforço e aprendem mais do que pessoas com atitudes negativas ou pessimistas. Se você tem medo do tempo de prática do inglês, repense sua abordagem. Seja criativo: leia a versão em inglês do seu livro favorito, por exemplo, inscreva-se em uma aula de culinária inglesa, baixe podcasts, ouça músicas e assista a filmes sem legendas, por exemplo.

E não se esqueça: com os serviços oferecidos pela EP Language, você aprenderá integralmente as competências necessárias para impressionar em situações de pressão acadêmica, nos negócios internacionais, melhorando a terminologia e a gramática do inglês corporativo ao longo do caminho. Você vai praticar a leitura, escrita, além de ouvir e falar em um contexto de negócios para aumentar sua eficiência e alcançar o futuro acadêmico e profissional que tanto deseja. Conte conosco!

By | 2018-10-10T22:05:21+00:00 outubro 9th, 2018|Sem categoria|0 Comments

Leave A Comment